Agricultores participam de treinamento de Boas Práticas para Feira do Produtor em Sete Barras

Durante dois dias de maio aconteceu o segundo módulo preparativo para a Feira do produtor, agendada para o segundo semestre, em Sete Barras. O encontro com agricultores participantes da iniciativa tratou das Boas Práticas e Manipulação de Alimentos e foi ministrado pela engenharia de alimentos, Cibele dos Santos Firmino, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, com o objetivo de lidar com segurança o alimento desde a produção até o transporte.

No encontro foram repassadas técnicas de como evitar perigos químicos, biológicos e físicos, além dos cuidados necessários para se evitar acidentes utilizando todo o processo de produção, desde a colheita até o transporte do material produzido. “Envolvemos toda a cadeia produtiva desde recebimento, limpeza e higienização, processamento do alimento e embalagem. São todos os procedimentos que garantem a qualidade do alimento, evitando deteriorar e ou transmitir doenças”, explica Cibele.

De forma bastante objetiva, a engenheira também falou sobre a questão da qualidade da agua como um dos assuntos importantes enfocados durante o treinamento, além do controle de pragas e também a realização de boas práticas relativas aos equipamentos utilizados.

O representante da Vigilância Sanitária de Sete Barras também falou com os agricultores sobre as exigências que são necessárias para a exposição dos produtos durante a Feira. Durante os encontros, os participantes puderam participar de dinâmicas que checaram seus conhecimentos sobre as boas práticas.

O que é - A Feira do Produtor Rural é promovida pelo Sindicato Rural, em convênio com o SENAR, e apoio total da Prefeitura de Sete Barras. Uma série de encontros acontece até novembro para colocar em prática o evento. Os demais módulos a serem promovidos são: produtos rurais para comercialização, construções do stand de bambu, comercialização, gestão de negócios, realização da Feira e por fim, a consolidação do Programa.

Todo o lucro da Feira será revertido ao produtor participante e a intenção é que ela continue a acontecer em dias e locais fixos como uma nova forma de geração de renda para os pequenos agricultores, que corresponde a 80% dos moradores da zona rural do Município.
Acessos a esta notícia: 100
Não disponível!

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: