Sete Barras entra para o mapa turístico do Ministério do Turismo

A cidade de Sete Barras faz parte do Mapa do Turismo Brasileiro, dentro da Rota Caminhos da Mata Atlântica. Com isso, a partir de agora, 432 municípios de 51 Regiões Turísticas integram, este instrumento de significativa valia para o conhecimento e análise do setor no País. Vale lembrar que em 2016, apenas 222 cidades paulistas estavam neste mapa e o aumento do interesse no progresso da atividade turística foi visível.

A próxima atualização só acontece em 2019 e os critérios estabelecidos para a participação dos municípios são os seguintes: possuir órgão responsável pela Pasta do Turismo; comprovar a existência de dotação para o turismo na lei orçamentária vigente e apresentar Termo de Compromisso assinado pelo prefeito ou dirigente responsável pela Pasta do Turismo. Os Estados sempre têm um interlocutor entre as Secretarias de Turismo e o Ministério do Turismo.

Na avaliação do secretário de Desenvolvimento Sustentável, Cláudio Garrafão, “inserir Sete Barras no Mapa do Turismo Brasileiro foi um desafio prazeroso, pois aprendemos muito neste processo, que correu paralelamente ao Município de Interesse Turístico. Continuamos a trabalhar para que os resultados comecem a aparecer e Sete Barras possa viver um novo tempo. Fizemos a lição de casa, construímos de forma coletiva o nosso COMTUR e o nosso Plano Municipal de Turismo e assim, sob a liderança do prefeito Dean Martins, seguimos na busca de uma Sete Barras cada vez melhor”.

Para o diretor municipal de Turismo de Sete barras, Deka Rodrigues, fazer parte do Mapa do Turismo Brasileiro significa fortalecer economicamente o Município. “O Vale do Ribeira ganha mais força e consequentemente o nosso Município”. Para o representante da Pasta, em Sete Barras, é interessante pensar que o turista pode fazer um tour sensacional só pelas cidades que fazem parte de circuito assim como em outras cidades. Uma cidade fortalece a outra”.

Acessos a esta notícia: 226

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: