Quinta, 1 de Dezembro de 2022

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REALIZA AÇÕES DE MOBILIZAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A LEISHMANIOSE VISCERAL

A Secretaria Municipal de Saúde por meio dos Agentes de Endemias, IEC (Informação, Educação e Comunicação) e Vigilância Sanitária, realizou de 08 a 12 de Agosto, diversas atividades com o objetivo de conscientizar a população sobre a Leishmaniose Visceral, doença transmitida pelo vetor mosquito palha.

Durante a semana foram distribuídos cartazes em locais de grande circulação, palestras de capacitação aos profissionais de saúde (Agentes Comunitários de Saúde urbanos, rurais e Estagiários de Enfermagem), palestras aos alunos das Escolas Estaduais, Santana e Plácido, participação ao vivo na programação da 87,9 FM, Rádio Comunitária de Sete Barras, com transmissão via Facebook.

A Leishmaniose Visceral é uma doença grave, causada pelo protozoário Leishmania chagasi, que é transmitido através da picada de um inseto chamado flebotomíneo (Lutzomyia longipalpis), popularmente conhecido por mosquito palha e que pode atingir pessoas e animais, principalmente o cão. O mosquito palha se contamina picando um cão infectado e posteriormente uma pessoa. Não há transmissão direta entre pessoas e pessoas e cães.

Como identificar casos suspeitos?

Para as pessoas: Em caso de febre persistente, aumento de baço e fígado, é necessário buscar o serviço de saúde mais próximo de sua residência, principalmente se esteve em uma área onde a doença esteja ocorrendo.

Para os cães: Em caso de emagrecimento progressivo, feridas e descamações de pele, queda anormal dos pelos, aparecimento de ínguas, crescimento anormal de unhas, inchaço de pernas, sangramento de nariz ou de outras aberturas, entre outros sintomas, solicite atendimento à Vigilância Municipal ou os serviços de Controle de Zoonoses.

Proteção individual: Uso de mosquiteiro com malha fina com telas em portas e janelas, inclusive na casinha do cachorro e uso de repelentes. Importante sempre limpar quintais, terrenos e praças públicas (recolhendo folhas e galhos), eliminar resíduos sólidos orgânicos destinando adequadamente, evitar sombreamento excessivo nos quintais e eliminar fontes de umidade.

"Destaque para sempre manter a limpeza do quintal, com o objetivo de prevenção de doenças e preservação do meio ambiente".
48 acessos a esta notícia até o momento.
Não disponível!

Deixe um Comentário

Tamanho da fonte: Imprimir: